sábado, 3 de outubro de 2009

O PREÇO


Para que não haja mal maior, minha derrota
Para não ferir ninguém, meu sangue
Para a sua loucura, uma camisa de força em mim
Para o seu regozijo, o aborto dos meus planos
Para o seu deleite, toda minha culpa
Para que o amor não se transforme em ódio, minha fuga
Para sua plena felicidade, minha intensa tristeza
Para que todos tenham vida, minha morte!

Por: Neto Vilhena

Um comentário:

  1. De todos que vc escreveu... esse é o meu PREFERIDO ... Perfeito !

    ResponderExcluir