sexta-feira, 23 de novembro de 2012

O TEMPO E O SOL



TEMPO BOM é o que passou
Que tempo ERA aquele?
Tempo bom é o que virá
Que SAUDADE dele!

Outrora tivéssemos UM ÍNTERIM
Riria de mim no fim?




Tempo que escorre pelas mãos
O tempo da imensidão, DA INEXATIDÃO 
NA MADRUGADA, coração a mil, entrando pelo seu portão

Noites passadas, DORES PAUSADAS
Mãos no ponteiro do relógio da vida
Sôfrego tempo temporal

Tempo bom é de chuva!
DE CHUVAS E chuviscos
Raios de minutos
Poucos beijos, MUITOS RISCOS

SEGUNDOS ininterruptos DE UMA SAUDADE viral
Ledo engano que se formava num grande TEMPORAL
Tempo bom é anteontem, é hoje, é nunca
Ampulhetas ainda me machucam

Tempo bom, sem nuvens, nem mágoas
TUDO BEM, JÁ PASSOU!
As redes, as viagens, os presentes e O AMOR





2 comentários:

  1. E quando todo amor passar, Restarão ainda lembranças que sempre estarão por lá.

    Teus sentimentos ganham forma, linhas e rimas no papel.

    Adorei!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado...alterei uns detalhes, leia novamente rss

      Excluir